sexta-feira, 5 de fevereiro de 2016

Se a abordagem é agressiva meu numero é 180

  Sou portuguesa mas estou sempre muito atenta a tudo relacionado conosco, mulheres e por isso venho aqui falar sobre a campanha deste carnaval no Brasil, uma campanha que tem como objetivo sensibilizar as pessoas ao assedio sexual e à violência que tem tendência a se acentuar na época carnavalesca.
  Esta campanha apela à denuncia por parte de vitimas ou de testemunhas. 
  Várias figuras puplicas deram voz a esta causa, como a minha adorada Kefera que postou no instagram uma foto sua com a camisola da campanha.
   

A mulher tem direito ao espaço publico

   Desde a adolescência que mulheres por todo o mundo são obrigadas a ouvir piropos pelas ruas.
  O estudo Chega de Fiu Fiu feito em 2013 no Brasil, revela dados chocantes sobre o assédio sexual a mulheres e como isso as influencia.  


  50 milhões das pessoas aboradas no brasil debitam nas mulheres a culpa pelos assédios sexuais sofridos nos espaços públicos.

   26% dos entrevistados declararam que “mulheres com roupa curta merecem ser atacadas."

  Estas afirmações ,são desperziveis e revoltantes, as mulheres têm o direito de escolher a sua roupa sem pensar que o seu outfit pode vir a originar comentários desagradáveis, é inaceitável uma mulher sentir-se intimidada pela sua escolha de roupa. 
  Afinal que mundo de monstros é este onde as mulheres não podem sair de casa vestidas maravilhosamente esentindo-se ainda mais maravilhosas? 

  O estudo Chega de Fiu Fiu revela que 90% das mulheres deixaram de usar roupa decotada por medo de sofrer algum tipo de assédio.


  Lutar contra o assedio sexual é só mais uma das lutas que as Femininas se deparam todos os dias, o assédio de rua é considerado violência. Todas as mulheres têm direito ao espaço publico, têm direito de andarem livremente na rua, vestindo o que quiserem sem medo de serem constrangidas, humilhadas e intimidadas por assediadores.










                      

Piropos Já São Crime

  Crime os piropos sempre foram, simples atos de violência, que merecem punição e agora, segundo o artigo 170º do Código Penal, propostas de teor sexual dão pena de prisão 1 ano ,ou se a vitima tiver menos de 14 anos a pena vai até aos 3 anos.


http://s3.observador.pt/wp-content/uploads/2015/12/3368887_770x433_acf_cropped.jpg
  Se há coisa que me revolta é ir na rua e ser assediada por um camionista gordo a conduzir um camião de batatas fritas, mas por mais que queira acreditar que esta punição vá evitar situações dessas, depois desta noticia ter sido divulgada pelos media em Portugal já fui assediada duas vezes na rua, o que me faz perder toda a fé na mudança. Eu não apresentei queixa, afinal como é que se apresenta queixa do homem que conduzia o camião das batatas fritas?

  Acho que muito poucas serão as mulheres a apresentar queixa e serão menos ainda os juízes a levar estas acusações a serio. O que que me faz afirmar com muita pena mas também muita certeza que o artigo 170º do Codigo Penal não vai mudar nada na nossa sociedade.